Considerações...


Catequese


“A catequese é uma ação da Igreja, é a Igreja no seu todo que faz a catequese, cumprindo a sua missão de ser continuadora da missão de Jesus Cristo: levar a Boa Nova a todos os povos. A Igreja, animada pelo Espírito Santo, conserva no seu coração, anuncia, celebra, vive e transmite o Evangelho através da catequese” (Cf DV 8).


«O objetivo da catequese é levar cada catequizando não só a um contacto, mas a uma comunhão e intimidade com Jesus Cristo (Cf CT 5). Pela sua própria natureza, “a comunhão com Jesus Cristo impulsiona o discípulo a unir-se a tudo aquilo a que o mesmo Jesus Cristo se sentiu profundamente unido: a Deus seu Pai, que o enviara ao mundo; ao Espírito Santo, que lhe dava força para a missão; à Igreja, Seu corpo, pela qual Se entregou; e a toda a humanidade, Seus irmãos e irmãs, de cuja sorte quis partilhar” (DGC 81). »


A caminhada catequética consiste num percurso de 10 anos para que o catequizando possa tomar conhecimento, viver e transmitir a mensagem de Deus, e ser assim considerado um Adulto na Fé.


Após esta caminhada de 10 anos (e não 10 matriculas) é que o catequizando está apto a receber o Sacramento da Confirmação. Após o conhecimento e vivência dos mandamentos do Pai, o catequizando reconhece a Verdade e confirma que a quer viver e transmitir permanecendo na Fé de Cristo!


Ao longo deste percurso, o catequizando vai crescendo e aumentando a sua fé com o conhecimento da Palavra de Deus. A cada ano vai celebrando um novo compromisso e participando numa festa específica para o seu ano.


As festas da catequese estão assim distribuídas:


1º Ano – Festa do Acolhimento


2º Ano – Festa do Pai-Nosso


3º AnoFesta do Perdão e Eucaristia


4º Ano – Festa da Palavra


5º Ano – Festa do Credo


6º Ano – Festa da Fé


7º Ano – Festa das Bem -Aventuranças


8º Ano – Festa da Vida


9º Ano – Festa do Compromisso


10º Ano – Festa do Envio e Confirmação



De todas estas festas, duas salientam-se por a elas estarem associados três Sacramentos.
A festa do 3º Ano, Festa do Perdão e Eucaristia, é facilmente conhecida como sendo a Primeira Comunhão, e a ela estão associados os Sacramentos da Eucaristia e da Reconciliação. À festa do 10º Ano, está também associado um novo Sacramento – o Sacramento da Confirmação.


Todas as outras festas têm valor semelhante.


A participação dos catequizandos no seu percurso de formação catequética deverá ser contínua, constante e ativa. Assim, ele deverá ser assíduo e participar ativa e responsavelmente nas atividades que sejam propostas.


O ano de formação catequética decorre entre o início de Outubro e o final de Junho, com interrupções aquando das épocas de Natal e Páscoa, perfazendo, sensivelmente 30 sessões de catequese.


O catequizando deverá ter cuidado com as suas ausências.
 Sempre que um catequizando não estiver presente na sessão de catequese será marcada uma falta, independentemente do motivo da sua ausência.
Se, existir motivo plausível para a sua ausência, o Encarregado de Educação deverá entregar à catequista, em formato papel e assinado, uma declaração com o motivo da sua ausência.
 A falta não será apagada, pois efetivamente o catequizando não esteve presente, mas será tomada em consideração aquando da análise da sua assiduidade.
 Um catequizando que se considere com assiduidade não satisfatório não poderá progredir para o nível seguinte e manter-se-á no mesmo nível


Poderão existir situações de caráter especial, nomeadamente a situação de ser um catequizando com pais separados. Nestes casos, o Encarregado de Educação deverá dar conhecimento ao Pároco e Equipa de Coordenação para acordar o melhor procedimento.


A participação na Eucaristia (Santa Missa) é um dever de todo o Cristão, e é-o durante todo o ano, pelo que será da responsabilidade dos Pais e Encarregados de Educação a assiduidade, vigilância e participação dos catequizandos nas Eucaristias.


As Eucaristias dos primeiros sábados serão dinamizadas pela catequese.


Há um aspeto deveras importante, a Catequese é uma forma para conhecer, viver e transmitir a Palavra do Pai através do Filho pelo Espírito Santo – ou se quer ou não se quer. Alguns parecem indicar que a catequese é um sacrifício que têm que cumprir para que possam receber os sacramentos da Eucaristia e Confirmação – puro engano! Quem pensa assim, deverá estar a fazer um sacrifício mas será um sacrifício em vão pois não obterá nada – Os Sacramentos e os Mandamentos vivem-se.  



Catequese Paroquial Nossa Senhora da Amparo
Póvoa de Lanhoso, 4 de Outubro de 2014 

Sem comentários:

Enviar um comentário